22/03/11

60 FATOS, INFORMAÇÕES E CURIOSIDADES SOBRE OS MAMÍFEROS



Os biólogos utilizam um sistema universal para classificar os seres vivos. De acordo com esse sistema, os animais formam um reino chamado Animalia. Por sua vez, o reino Animalia é dividido em diversos filos. Existe o filo dos poríferos (Porifera), protozoários (Protozoa), equinodermos (Echinodermata) e cordados (Chordata), além de outros. Os mamíferos fazem parte do filo Chordata (que inclui os animais com espinha dorsal).

Os filos são separados em subfilos e classes. Um exemplo de subfilo é o dos vertebrados. As classes, por sua vez, dividem-se em ordens e famílias. Podemos dizer, então, que o gato doméstico pertence ao filo dos cordados (Chordata), ao subfilo dos vertebrados (Vertebrata), à classe dos mamíferos (Mammalia), à ordem dos carnívoros (Carnivora) e à família dos felinos (Felidae). Como o leão pertence ao mesmo filo, classe, ordem e família, podemos afirmar que ambos são parentes e, de acordo com os evolucionistas, tem um ancestral em comum.

Assim como todas as classes, a dos mamíferos é dividido em diversas ordens, entre elas a dos carnívoros (leopardo, raposa, lontra etc), primatas (chimpanzé, gorila, gibão, homens...), pinídeos (foca, leão-marinho, elefante-marinho...), artiodáctilos (antílope, gazela, corsa...), perissodáctilos (cavalos, asnos...), cetáceos (golfinhos, baleias...) e outras.

Entre as famílias mais conhecidas estão a dos felinos (onça, jaguar...), canídeos (cães, lobos, raposas...), bovídeos (bois, búfalos...), rhinocerotídeos (rinocerontes...), ursídeos (ursos), suídeos (porcos, javalis...), cervídeos (cervos, veados...) e elefantídeos (elefantes).

Como se não bastasse toda essa confusão de filo, subfilo, classe, ordem e família, os animais também são classificados em gêneros e espécies. O tigre, para citar um exemplo, pertence ao gênero Pantera (Panthera) e à espécie tigre (Tigris). O nome científico do tigre é Panthera tigris.

Não podemos esquecer das sub-classes. O tigre, o leão e o gato doméstico pertencem à sub-classe dos placentários (animais com placenta). Há outras subclasses como a dos marsupiais (o canguru é o melhor exemplo) e a dos monotremados (como o curioso ornitorrinco, um mamífero que põe ovos).

Só para complicar mais um pouquinho: os placentários são divididos em 16 ordens. Além das ordens citadas algumas linhas acima, existem outras bastante curiosas como a dos edentados (a ordem dos tamanduás), folídotos (a do pangolin), dos quirópteros (dos morcegos), dos tubulidentados (aardvark) e a dos insetívoros (musaranhos).

A técnica para classificar animais chama-se taxonomia. Podemos-se dizer que a taxonomia "batiza" as espécies. Cada animal recebe dois nomes latinos. O tigre foi batizado como Panthera Tigris. Como podemos ver, o primeiro indica o nome e o segundo a espécie.

Mas por que os seres vivos são classificados com nomes latinos? Simples. Nesse caso, o idioma latino funciona como uma linguagem universal de classificação biológica, o que possibilita dar ao mesmo animal um nome científico compreendido em todas as línguas e rincões do mundo.

Além da temperatura do corpo constante, o que caracteriza os mamíferos é a existência da glândula mamárias nas fêmeas. Exceto algumas famílias como a das focas e a das baleias, a maioria dos mamíferos possui pêlos cobrindo o corpo.

Outra características comum à maioria dos mamíferos é o número de vértebras na coluna cervical. Quase todas as espécies possuem sete vértebras.

Os biólogos acreditam que os mamíferos evoluíram de répteis primitivos que, por algum motivo, adquiriram pêlos. De fato, os primeiros mamíferos surgiram ainda no tempo dos dinossauros, provavelmente no período Triássico.

Os filhotes dos mamíferos se desenvolvem no corpo da fêmea e recebem grande parte dos nutrientes e oxigênio através da placenta. É bom lembrar que nem todos os mamíferos possuem placenta.

No caso dos cangurus e dos demais marsupiais, os filhotes se desenvolvem numa bolsa chamada marsupio.

Existem aproximadamente 5.416 espécies de mamíferos, distribuídos em cerca de 1.200 gêneros, 152 famílias e 46 ordens. O problema é que novas espécies são descobertas todos os dias e esse número só tende a aumentar.

A Indonésia é o país com maior variedade de mamíferos do mundo. São 515 espécies. O Brasil está em quarto lugar, com 405 espécies.

Os mamíferos habitam praticamente todas as regions do planeta, incluíndo o e Ártico e a Antártica, os desertos e as montanhas.

Existem mamíferos vivendo a até 6 500 metros de altura nas montanhas e a 1 000 metros de profundidade nos oceanos.


Clique aqui para ler o restante do texto.

Clique aqui e veja como acessar outras curiosidades sobre os mamíferos. Tudo o que você queria saber sobre cães, gatos, cavalos, elefantes, baleias e outros mamíferos em 500 fatos curiosos, dados peculiaridades e notícias incomuns. Aproveite e veja como ajudar a manter o nosso blog.

Clique aqui para acessar as 1 000 mais incríveis, estranhas e interessantes curiosidades do Mais Que Curiosidades.

Clique aqui e veja outros fatos e dados curiosos no Facebook. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Adorei!
Interessante, fatos que antes eu ñ sabia. Abraço!

Anônimo disse...

Quase q rodo de ano valeu pelo apoio salvaram minha pele

Anônimo disse...

sera que e verdade dia 14/11/2014 tem trabalho de ciencias e vamos ver se essa curisidades tem para que eu tire um 10 bem bonito pra passa de ano sem exame ainda mais que e dificil
obrigado pelo conselho vale boa sorte!!!!!!!!!!!!!!!!!!