24/09/10

ARF!!... 20 CURIOSIDADES SOBRE A PIMENTA



Assim como o chocolate, a batata o milho e o tomate, a pimenta vermelha é originária da América. Os europeus (e o resto da humanidade!) só a conheceram depois de Colombo. Portanto, não vá dizer que o Imperador romano Júlio César gostava de uma pimentinha no rango por que não é verdade.

A pimenta é o tempero mais utilizado no mundo depois do sal. Cerca de ¼ da população mundial consome pimenta regularmente.

Os registros mais antigos de cultivo de pimenta datam de 7.00 a.C. no México.

Foram os europeus, através da rotas das Grandes Navegações, que difundiram a pimenta pelo mundo.

Os chineses do século XVI (época da dinastia Ching) usavam chá de pimenta em cirurgias de remoção do órgão genital masculino. Após fazer um torniquete para adormecer o local e reduzir a hemorragia, os cirurgiões davam uma xícara de ópio para o futuro eunuco e, em seguida, banhavam a genitália com o chá de pimenta. O formigamente e a ardência ajudavam a diminuir a dor durante a extração do órgão.

A pimenta deve ser realmente um alimento milagroso. Segundo a crença popular, a pimenta é um excelente auxiliar no tratamento de artrite, catarata, gripes, resfriados, dores de cabeça, diabetes e infecções.

O fato é que a pimenta é extremamente nutritiva. Contém vitamina A, B e C, além de grande quantidade de magnésio, potássio, ferro e aminoácidos. É um dos alimentos mais ricos em betacaroteno, um excelente antioxidante. Ela contém seis vezes mais vitamina C do que uma laranja.

Outro fato: a pimenta ajuda a fortalecer o sistema imunológico contra gripes e resfriados e é um excelente auxiliar na cicatrização de feridas abertas.

Afinal, pimenta faz mal para o estômago? Tudo indica que não. Comer pimenta durante as refeições não vai levar nenhuma pessoa com gastrite para o hospital. Mas o molho certamente vai! Isso por que o molho de pimenta contém ácido acético, o nosso conhecido vinagre. Como todos sabem, o vinagre é uma substância corrosiva, não recomendada para quem tem problema de estômago.


Clique aqui para continuar a leitura do texto.

4 comentários:

Anônimo disse...

Boa Noite!
Gostaria de agradecer mto sua informação. Durante o preparo do meu almoço cortei algumas pimentas ... Um tempo depois percebi que minhas mãos estavam queimando de tanto arder, e a água e sabão não resolveram!!
Então com sua dica passei limão na minha mão e o alívio foi instantâneo...Ufffa... que maravilha!!

Michele Reis

leonardo disse...

sua informaçao foi otima para o meu trabalho vc deve ser u magnifico pimenta!!!!!

Arthur disse...

Este artigo está repleto de inconsistências históricas, informações erradas e contradições na própria escrita. Por exemplo, a pimenta mais forte produzida em escala é a Trinidad Moruga Scorpion variando entre 1.2 milhões e 2 milhões de SHUs.

A pimenta (como vc se contradisse no artigo) NÃO é originária da América (apenas algumas espécies são) e várias variedades dela formavam uma importante commoditie desde antes do império romano e principalmente durante a baixa e alta idade média.

Anônimo disse...

muito obrigado ajudou na minha feira do conhecimento

Gabriel Ferreira

Dracena.
cep:17900-000
capítal da alta paulista