16/10/14

22 CURIOSIDADES SOBRE MACHU PICHU E O IMPÉRIO INCA


O império inca era chamado de Tihuantinsuiú, ou “Terra dos Quatro Quadrantes” pelo povo que nele vivia.

O império inca possuía mais de 10 milhões de habitantes no início do século XVI, época da chega dos primeiros colonizadores europeus à América. Com 4800 Km de extensão, ele rivalizava até com o antigo império romano em tamanho.

Os incas acreditavam que o Sol, a Lua e os primeiros seres humanos nasceram das águas do lago Titicaca. Situado a 3800 m acima do nível do mar, o Titicaca é o lago navegável mais alto do munco.

Conhecido como Sapa Inca – ou o “Inca Inigualável –, o imperador era considerado um deus pelo povo. Tinha poderes absolutos e era a família real quem controlava o clero e o exército.

Os incas desconheciam a roda e nem ao menos possuíam cavalos. Por mais longas que fossem, as viagens eram feitas a pé. Os governantes viajavam em liteiras levadas nos ombros dos servos.

Não existia dinheiro entre os incas. Os impostos eram pagos na forma de trabalho. Além de trabalhar nas terras da família real, os homens eram obrigados a participara da construção de obras públicas como estradas, palácios e fortalezas.

As casas eram construídas com pedras que se encaixavam perfeitamente bem. O telhado era de sapé e não tinha chaminés. A fumaça da lareira atravessava o telhado.

A carne mais consumida pelos incas era a de porquinho-da-Índia. Os animais viviam soltos dentro de casa, se alimentando de vegetais e restos de comida. Eram mortos por estrangulamento e assados sem as vísceras. Detalhe: o  porquinho-da-Índia é ainda hoje fonte de alimento para muitas populações andinas.

Uma das principais festas do calendário religioso inca era o Inti Raimi, ou Festa do Sol. Ela celebrava a colheita do milho e era realizada em data próxima ao solstício de inverno. O Inti Raimi ainda é celebrado pelos descendentes dos incas.

Os incas possuíam uma forte tradição de tecelagem. Os tecidos eram feitos de lã de vicunha e alpaca, primas da lhama. Tanto a nobreza quanto a população mais pobre usavam roupas idênticas, a diferença estava na qualidade do tecido. Mais sedosas, as roupas da elite costumavam ser feitas de lã de vicunha.

Situadas a 2400 metros acima da Cordilheira dos Andes, Machu Pichu permaneceu por muito tempo desconhecida. Só foi descoberta em 1911, quatro séculos após a chegada dos primeiros europeus. Em quíchua, Machu Pichu significa “Velha Montanha”.

A descoberta “oficial” de Machu Pichu foi feita pelo explorador norte-americano Hiram Bingham. Ela, no entanto, já tinha sido visitada pelo empresário alemão Augusto Berns em 1867.

Quando foi descoberta, Machu Pichu estava quase que totalmente em ruínas. Das construções visitadas atualmente por milhares de turistas, apenas 30% permaneciam em pé. Os outros 70% foram reconstruídos com o passar do tempo.

A cidade nunca foi descoberta pelos conquistadores espanhóis. Mas se tivesse sido, eles a encontrariam vazia. Não se sabe ao certo o porquê, mas ela foi abandonada pelos incas.

Hiram Bingham levou diversos artefatos encontrados em Machu Pichu para os Estados Unidos. Só recentemente eles foram devolvidos ao governo do Peru.

Também chamado de quechua ou quéchua, o quíchua é uma língua originária da América do Sul. É ainda falada por cerca de 10 milhões de pessoas em países como Bolívia, Peru e Equador. Acredita-se que seja mais antiga do que o império inca.

Localizada nos arredores de Cuzco, Sacsahuaman possui construções impressionantes. Elas foram feitas com blocos gigantescos (eles chegavam a pesar até 100 toneladas) talhados de modo irregular que se encaixavam perfeitamente uns nos outros sem qualquer tipo de argamassa. Elas são tão perfeitas, que resistem até a terremotos.

Os incas eram também mestres na construção de terraços para a agricultura, denominados andinos. Construídos nos declives das montanhas, eles pareciam escadas verdes quando as plantações germinavam. Alguns dos mais preservados estão em Machu Pichu.

Os incas eram também excelentes construtores de canais de irrigação, pontes (geralmente feitas de cordas sobre precipícios) e estradas. Quase todo o império era recortado por estradas na época do descobrimento da América. Eram estradas estreitas, para viajar à pé ou de lhama. Em seu apogeu, o império inca possuía mais de 2500 Km de estradas.

A coca sempre esteve presente na cultura andina. Assim como os incas, a população atual mastiga as folhas de coca para contrabalançar os efeitos negativos da altitude, como a fadiga e a tontura.

Uma das edificações mais imponentes de Machu Pichu é o Templo do Sol. Denominada Intihuatama, esse tipo de pedra de granito esculpido é vista no terraço superior da cidade. Servia para indicar os dias em que o Sol pousava na vertical, não projetando sua sombra. Quando isso acontecia, era realizada uma cerimônia com a participação de toda a população O culto ao Sol era, aliás, a religião oficial do império inca. 

06/10/14

18 DADOS CURIOSOS SOBRE O ESQUELETO HUMANO


Existem três tipos de esqueletos nos seres vivos: hidroesqueletos, exoesqueleto e endoesqueleto. Os endoesquelestos são esqueletos internos, como o esqueleto humano.

O esqueleto representa cerca de 14% do peso do corpo.

Um ser humano possui em torno de 206 ossos. Num recém-nascido, eles são 300. A maioria dos ossos está nos pés e nas mãos.

Algumas pessoas tem mais de 206 ossos. É o caso daquelas que tem um par de costelas ou um dedo a mais. Quem anda muito a cavalo adquire novos ossos na região da bacia.

Os ossos podem ser longos (exemplos: fêmur e tibia), curtos (carpo e tarso) e chatos (ossos do crânio e dos quadris).

O crânio possui 22 ossos, sendo que oito deles existem para proteger o cérebro.

O osso mais forte do corpo humano é o femur. Ele é também o maior, medindo 50 cm num adulto com 1,80 m de altura.

Com cerca de 2,6 mm, o estribo – um dos três ossinhos do ouvido – é o menor osso do corpo humano.

Com exceção dos humanos e uma ou outra espécie de macaco, a maioria dos primatas possui um osso no pênis chamado báculo.

O único osso que não está articulado a nenhum outro osso é o hióide. Ele está abaixo do maxilar inferior e é suportado apenas pelos músculos.

Os ossos são feito de duas classes de tecidos: o esponjoso e o compacto. O tecido ósseo esponjoso apresenta cavidades semelhantes às das esponjas e encontra-se na cabeça dos ossos longos. O tecido compacto forma a parte tubular dos ossos. A medula vermelha, responsável por fabricar glóbulos sanguíneos, se encontra na cavidade esponjosa.

Os ossos possuem as seguintes camas: periósteo, tecido ósseo compacto, tecido ósseo esponjoso, medula óssea vermelha e medula óssea amarela.

As extremidades dos ossos são protegidas pela cartilagem. Os locais onde eles se unem chamam-se articulações.

Os ossos são em sua maior parte (70%) constituídos de minerais, principalmente cálcio e fósforo. O resto (cerca de 30%) são substâncias orgânicas de valor proteíco.

Ossos longos como o fêmur, a tibia e o úmero (os dois primeiros são ossos das pernas; o terceiro são dos braços) são finos no meio e grossos nas extremidades.

Os ossos dos embriões são mucosos, isto é, não passam de uma gelatina bastante espessa. Os dos recém-nascidos são cartilaginosos, parecem mais uma cartilagem. Conforme a pessoa vai crescendo, eles vão se tornando mais duros, chegando à terceira e última fase, a ossificação.

A estrutura óssea permanence forte e vigorosa até os 30, 35 anos de idade. A partír daí, ela começa a envelhecer, perdendo de 3 a 5 mm de densidade óssea ao ano.

Os ossos das mulheres e dos homens são diferentes em vários aspectos. Os homens possuem tórax maior, ombros mais largos e pelve mais estreita. O comprimento das pernas representa neles 56% da altura, enquanto nelas não passa de 50%.


FONTES: O Corpo Humano, Ed. Globo/Planeta; Nova Enciclopédia da Ciência, Kingfischer; Super Interessante; Metamorfose Digital; IG.

01/10/14

10 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABIA SOBRE O BIG MAC



O Big Mac (o “sanduíche global” da rede, com o mesmo nome em todos os países) foi introzido no McDonald’s em 1968. Foi criado em 1967 por um franqueado da rede de Pittsburgh, Pensilvânia.

O único país onde o Big Mac é diferente é a Índia. Lá, é servida uma variação feita com frango. A maioria esmagadora da população indiana não come carne bovina, visto que a vaca é considerada animal sagrado no país.

O maior fã do Big Mac é o norte-americano Don Gorske. Ele jura ter traçado 25.000 sanduíches ao longo da vida. Em um só mês, diz Gorske, foram 265 Big Macs – uma média de 8,5 por dia.

Você sabia que o Big Mac é usado pela revista The Economist para medir o poder de compra da população e o custo de vida em diversos países? Segundo o “índice Big Mac” da The Economist, o sanduíche servido no Brasil é um dos mais caros do mundo.

Em 2010, o Big Mac custava US$ 3,71 nos Estados Unidos, US$ 5,26 no Brasil e, acredite se quiser, apenas US$ 2,18 na China.

A receita do molho especial do Big Mac é um segredo guardado à sete chaves. Mas especialistas internacionais conseguiram dar uma pista dos ingredientes utilizados. Segundo eles, o molho leva açúcar, sal, vinagre, pepino, cebola, pimentão, endro (tempero de origem egípcia), leite, manteiga, farinha de trigo e maionese.

O processo de preparo, venda e entrega do sanduíche envolve de quatro a oito pessoas. Ele leva em torno de 110 segundos para ficar pronto.

No total, o Big Mac pesa 204 gramas. Ele possui ainda 504 calorias, além de 25 gramas de gordura, 23 de proteínas e 45 de carboidratos.

Embora leve os mesmos ingredientes, a quantidade de calorias do sanduíche varia de país para país. Enquanto na Austrália ele possui 480 calorias, no México possui 600.

O Big Mac é o sanduíche mais vendido do mundo, com 1,5 bilhões de unidades anuais.


Obs: dados referentes ao ano de 2010 a 2013.

Fontes: Guia dos Curiosos, Mundo Estranho, Super Interessante, Wikipedia, UOL.

25/09/14

13 FATOS E CURIOSIDADES SOBRE O VÍRUS EBOLA



O Ebola surgiu pela primeira vez em 1976, em surtos simultâneos no Sudão e na República Democrática do Congo (Zaire, na época). Foi descoberto por uma equipe do laboratório de microbiologia do Instituto de Medicina Tropical de Antuérpia, na Bélgica. Recebeu esse nome em referência ao rio Ebola, na República Democrática do Congo.

O Ebola é um dos vírus mais mortíferos descobertos pelo homem. Dependendo da Cepa, ele pode matar até 90% das pessoas infectadas. Ao contrário de vírus como o HIV – o vírus da AIDS, cujos sintomas podem levar anos para surgir –, o Ebola tem um período de incubação muito curto: de 2 a 21 dias.

O Ebola tem a aparência de um fio enrolado, como apenas 970 milionésimos de milímetro de comprimento. Existem 5 subtipos do vírus, sendo o mais letal o Ebola-Zaire. Cabem cerca de 10.000 Ebolas numa gota de sangue.

Os 5 subtipos do Ebola são: Zaire, Bundibugyo, Costa do Marfim, Sudão e Reston. O único que não foi identificado em humanos foi o Reston.

Os hospedeiros naturais do Ebola são os morcegos frutíferos do tipo raposa voadora, muito comuns no continente africano.

O vírus pode ser contraído tanto de animais como de seres humanos. O contágio pode se dar por secreções como sangue, saliva e suor. Acredita-se que o “paciente zero” do surto de 2014 tenha contraído o Ebola através de contato com secreções de morcegos.

Os primeiros sintomas são comuns a diversos tipos de doença; conjuntivite, febre alta, dor de cabeça e falta de apetite. Os secundários são náuseas, vômito e diarreias. Depois, o paciente começa a apresentar insuficiência renal e hepática. Por último, ocorrem as hemorragias internas que podem levá-lo à morte.

Considerado o pior da história, o surto de 2014 pode ter sido iniciado por uma criança residente na Guiné. Esse “paciente zero” transmitiu a doença a seus familiares que, daí em diante, contaminaram outras pessoas. O garoto morreu em dezembro de 2013, e até setembro de 2014 o Ebola matou mais de 2500 pessoas.

Os países que já foram afetados pelo Ebola foram: República Democrática do Congo, Sudão, Gabão, Uganda, Serra Leoa, Guiné e Guiné Equatorial. Ocorreram casos isolados da doença no Senegal e na Nigéria.

Não existe por enquanto uma cura definitiva para a febre hemorrágica Ebola (o nome da doença é o mesmo do vírus). Os pacientes são tratados com medidas como hidratação oral e intravenosa, reposição de fluidos e eletrólitos, controle dos níveis de oxigenação do sangue e da pressão arterial etc. As complicações causadas pela doença recebem também tratamento específico.

Como lidam com secreções e cuidam dos pacientes quase em tempo integral, médicos e enfermeiros correm grande risco biológico.

Uma das precauções para evitar a contaminação por Ebola é evitar os fluidos corporais das pessoas contaminadas, além de não tocar em objetos por elas usados. Profissionais que cuidam dos pacientes deve utilizar máscaras cirúrgicas, luvas e outros equipamentos de proteção. Todo o ambiente deve ser descontaminado.

No final de agosto de 2014, foi revelado que o medicamento Zmapp pode ser 100% eficaz no tratamento do Ebola. Ele curou 18 macacos infectados com o vírus. Uma curiosidade: foram utilizadas folhas de tabaco na produção do medicamento.


Obs: todos os dados aqui registrados são de setembro de 2014.
Fontes: Médicos Sem Fronteira, Wikipedia, Super Interessante, Dr. Drauzio, BBC Brasil.

18/09/14

32 INTERESSANTES INFORMAÇÕES SOBRE O ÁRTICO



Localizam-se acima do Círculo Polar Ártico o extremo norte do Canadá, a maior parte do Alasca, três quartos da Groenlândia, um terço da Sibéria e o norte da Escandinávia.

A primavera e o verão são as estações mais curtas no extremo norte, durando de 15 a 30 dias. No verão, as temperaturas máximas raramente ultrapassam os 10º C.

O Ártico é bastante conhecido pelo sol da meia-noite. Lá, o dia dura 24 horas e o sol nunca se põe. O contrário ocorre no inverno, quando a noite se estende por até seis meses.

A maior ilha do mundo é a Groenlândia, com 2.175.600 Km2 de superfície. Pertencente à Dinamarca, ela é habitada por somente 57 mil pessoas. Nuuk, a maior cidade da ilha, possui 15 mil habitantes. O motivo por ser escassamente habitada? A Groenlândia é uma grande geleira, habitada somente nas áreas costeiras.

Pertencente ao Canadá, Baffin é uma das ilhas menos habitadas do mundo. Apesar de seus 520.000 Km2, ela possui apenas 10 mil moradores. Pudera, Baffin fica tão ao norte que torna a vida humana insuportável.

Com uma área de 1.723.336 KM2, o Alasca é o maior estado dos Estados Unidos. Mas é também um dos menos habitados, com uma população de apenas 710 mil habitantes.

A Islândia é um país insular localizado nas proximidades do Círculo Polar Ártico. Apenas as áreas costeiras são habitadas. O território é coberto de gelo, cinzas e lavas. Possui vulcões que, quando entram em atividade, chegam a interromper o tráfego aéreo em boa parte da Europa. Detalhe: a Islândia é parte de uma grande cadeia submersa de montanhas que corta todo o oceano Atlântico, a Dorsal Atlântica.

Os verões islandeses são extremamente curtos, começando em  junho e terminando em meados de agosto. A temperatura média durante um dia de verão é de 15º C. Os invernos islandeses são “menos congelantes” do que o de outras localidades na mesma latitude. O clima oceânico da ilha faz com que as temperaturas dificilmente fique muito abaixo de zero nos meses mais frios do ano.

A Sibéria é uma extensa região situada ao norte do planeta. Estende-se desde os montes Urais até o Pacífico, e das fronteiras com a Mongólia e China até o Oceano Ártico. Um terço de seu território está no interior do Ártico. Praticamente toda a Sibéria pertence à Rússia. Em tártaro, Sibéria significa “terra adormecida”.

Situada ao norte da Escandinávia, a Lapônia abrange quatro países: Finlândia, Suécia, Rússia e Noruega. É habitada por ursos, renas, lobos e outros animais. O povo que lá vive é chamado de lapão. Uma curiosidade interessante: a Lapônia é mundialmente conhecida por ser a terra de Papai Noel.

O Oceano Glacial Ártico é o menor e mais raso dos cinco oceanos da Terra. Permanece congelado na maior parte do ano, embora a calota diminua durante o verão. Os cientistas estão preocupados com a cada vez mais crescente diminuição do gelo no Oceano Ártico, que atribuem ao efeito estufa.

O lugar mais frio da Terra é a Antártida, com temperaturas que podem chegar a -60º C. Embora não seja tão frio, o Ártico possui temperaturas hostis, chegando a -50º C.

A cidade mais fria do mundo é Yakutsk, na Sibéria. No inverno, a temperatura média pode girar em torno de  -50º C (isso mesmo: 50 abaixo de zero!!).

Conhecidos genericamente como esquimós, os inuits são os mais antigos habitantes da Groenlândia, norte do Alasca e norte do Canadá. Vivem da caça e da pesca, aproveitando até os ossos e as veias de animais abatidos. A gordura de focas e baleias é usada como combustíveis. A pele de foca, rena e urso transforma-se em vestimenta (a pele é voltada para dentro para aquecer o corpo). Ossos viram botões. Atualmente, os inuits trabalham em diversos setores, inclusive de petróleo e gás. Existem cerca de 56 mil inuits só no norte do Canadá.

O solo das regiões próximas ao oceano polar permanence congelado na maior parte do ano. As suas baixas temperaturas permitem que corpos de pessoas sepultadas há séculos permaneçam em excelente estado de conservação.

A maior floresta tropical do mundo é a floresta amazônica. Mas, acredite, ela não é a maior da Terra. A maior é a floresta boreal que cobre quase todo o norte do planeta. Conhecida como taiga, a floresta boreal é formada por árvores coníferas. A taiga é comumente encontrada no norte do Alasca, Canadá, sul da Groelândia e partes da Noruega, Suécia, Finlândia, Rússia e Japão.

Nas terras ao norte da taiga é muito comum um tipo de vegetação chamada tundra. A tundra é constituida de musgos, líquens, gramíneas e ervas baixas. As árvores são praticamente inexistentes.

Mamutes mortos há mais de 10 mil anos foram encontrados em bom estado de conservação, permitindo aos cientistas estudar como viviam esses animais. Existem ainda nessa região pessoas que se dedicam a procurar presas de mamutes para revendê-las no mercado chinês.

Animal típico do Ártico, a morsa é facilmente reconhecida por suas presas, que podem chegar a até um metro de comprimento. As presas são utilizadas para arrancar moluscos e outros tipos de alimentos do fundo mar.

As peles dos filhotes das focas-da-Groenlândia são muito cobiçadas por caçadores, e por isso eles são massacrados todos os anos. Esse tipo de foca não vive em terra firme, mas em colônias no Atlântico Norte e Oceano Ártico. Fazem buracos no gelo para respirar. São presas frequentes dos ursos polares.

Lobos existem em grande número nas regiões próximas ao Círculo Polar Ártico. Eles caçam em bandos, normalmente comandados por um macho-chefe. Costumam caminhar na ponta dos pés e pisar exatamente sobre as pegadas do animal que vai à frente do grupo.

Muito usados na condução de trenó (embora um pouco menos hoje em dia, em virtude dos veículos motorizados), o cão-esquimó é capaz de percorrer até 300 Km num único dia. É muito resistente ao frio e, graças ao olfato apurado, é capaz de seguir o rastro de animais como raposas, ursos polares e caribus.

A raposa-do-ártico é um dos animais mais resistentes ao frio. É capaz de suportar temperaturas de até -50º C. Sua pela torna-se branca no inverno, permitindo à raposa camuflar-se na neve e capturar pequenas aves e roedores. Normalmente se alimenta de animais mortos.

O urso polar é um excelente nadador. Pode nada até 50 km por hora. Os pelos longos e a grossa camada de gordura abaixo da pele permitem proteção contra o frio. Pode chegar a pesar até 800 Kg.

Da família dos cervídeos, o alce pode chegar a até 2 m de altura. Seus chifres achatados, que são usados nos confrontos com outros machos na época do acasalamento, pesam até 30 Kg. Vivem nas florestas temperadas e áreas próximas ao Círculo Polar Ártico.

Um dos animais mais comuns no Pólo Norte é a rena, também conhecida como caribu. Tanto o macho como a fêmea possuem chifres, o que é incomum nos cervídeos. As renas são ótimas nadadoras. Migram grandes distâncias para parir os filhotes. O seu maior inimigo natural é o lobo.

Encontrado em abundândia durante os meses mais quentes no Ártico, o ganso faveiro costuma imigrar para o sul com a diminuição nas temperaturas no outono. Esse tipo de ave é comum na Islândia e Lapônia.

Outra ave que costuma passar os invernos nas regiões mais quentes da Europa e América do Norte é o grande-mergulhão-do-norte. Sua característica mais curiosa é o grito, que mais parece uma risada ou lamento. É também um grande mergulhador, permanecendo em profundidades de até 2 m por mais de dois minutos.

Comuns nas águas geladas do Pólo Norte, a baleia beluga – também conhecida como baleia-branca - possui um trinado que mais parece um canário. Não é sem motivo que ela é chamada de canário do mar. Recentemente, descobriu-se que ela é capaz de imitar a voz humana.

O Ártico é uma região rica em petróleo e gás. Países como Rússia estão tomando posse das águas ao norte da Sibéria para controlar as suas reservas naturais. A corrida pelas riquezas do Oceano Ártico aumentou com o crescimento do degelo do verão.

O Facebook construiu um data center numa cidade sueca a 100 km do Círculo Polar Ártico. Como as máquinas do DC geram muito calor, elas precisam de ar condicionado. Mas no Ártico basta abrir as janelas para o frio entrar. A temperatura média de 2,5º C se incumbirá de resfriar os computadores que ajudarão a rede social a funcionar.

17/09/14

22 FATOS, DADOS E CURIOSIDADES SOBRE A CAATINGA



De origem tupi-guarani, a palavra caatinga significa “mata branca”. O cinza e o branco são as cores predominantes nos períodos de estiagem.

A caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro. Sua área original era da caatinga de 740 mil Km2. Hoje, mais de 50% dela está devastada.

O bioma da caatinga engloba territórios dos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, além do norte de Minas Gerais.

O clima típico da região de caatinga é o semi-árido, cuja maior característica são as chuvas escassas e mal distribuídas ao longo do ano.

Agreste e sertão são diferentes. O agreste é a faixa intermediária entre o sertão (onde chove menos e a vegetação é mais acinzentada) e a Zona da Mata (onde os índices pluviométricos são mais elevados e a vegetação abundante e verde).

A caatinga é bastante variada e complexa, mas tem algumas características comuns: é adaptada ao clima semi-árido nordestino, convive bem com o solo arenoso e o predomínio é de plantas xerófitas (adaptadas ao clima seco).

A folhagem da caatinga segue o ritmo das chuvas. Nos meses com baixo índice pluviométrico, as plantas permanecem secas. Já nos meses com maior volume de chuva, elas se tornam verdes, mudando totalmente a paisagem.

A queda das folhas durante os períodos de seca torna menor a perda de água pela transpiração das plantas menor. Essa é a mais eficiente estratégia da vegetação para sobreviver à seca.

Para suportar a estiagem, algumas espécies de plantas possuem reservas de água em seus tecidos. A barriguda, por exemplo, armazena o precioso líquido no tronco. O umbuzeiro, por sua vez, guarda nas raízes.

Quanto menores os índices pluviométricos num dado local, mais baixa é a vegetação. As espécies mais comuns são os cactos, como o mandacaru e o xique-xique.

Uma das plantas mais comuns na caatinga é a imburana. Os seus frutos são comestíveis e sua semente, usada na extração de óleo medicinal. Essas sementes são também utilizadas como aromatizantes na indústria de fumo.

Outra planta comum na regiões secas do Nordeste é o juazeiro. Suas folhas são utilizadas como alimento para o gado. Os frutos são consumidos por humanos e animais. A madeira é aproveitada na marcenaria e a casca, utilizada como remédio natural.

Um dos cactos mais vistosos da caatinga é o mandacaru, que pode atingir até 12 m de altura. O mandacaru possui um caule carnoso, com considerável fonte de água. É muito utilizado na produção de doces.

Uma interessante curiosidade sobre o mandacaru: suas flores abrem-se durante a noite, atraindo insetos e morcegos com o seu néctar.

A madeira da sabiá é bastante aproveitada para estacas e esteios. De rápido crescimento, essa árvore com até 7 m de altura é uma das mais utilizadas nos programas de reflorestamento do sertão.

Um fruto bastante apreciado pelo sertanejo é o umbu, de uma árvore típica da caatinga chamada umbuzeiro. O umbu serve de alimento para o gato e para o ser humano, que costuma utilizá-lo na produção de doces típicos.

Comum na caatinga, o imburuçu possui sementes envoltas em plumas extremamente macias. Essas plumas são utilizadas como enchimento de colchões e travesseiros.

As vestimentas dos vaqueiros nordestinos, quase toda de couro, servem como proteção contra os galhos ressecados e espinhos das plantas da caatinga. Sem elas, o vaqueiro pode sofrer lesões na pele.

Até o momento foram registrados mais de 1000 espécies de planta. Acredita-se, no entanto, que esse número seja bem maior, chegando a 3000.

Outras plantas típicas da caatinga: favela, pau-ferro, jericó, coroa-de-frade, marmeleiro, facheiro, carnaubeira, quipá e xique-xique.

 A fauna é mais reduzida e possui tamanho menor do que as da Amazônia e do cerrado. Animais como os répteis e, principalmente, os anfíbios somem durante a temporada da seca.

Animais mais comuns nas áreas de caatinga: preá, siriema, tatu, gambá, cuíca, calango, suçuarana, gato-maracajá e jararaca. São, ao todo, 178 espécies de mamíferos, 591 de aves, 177 de répteis, 79 de anfíbios e 241 de peixes.


FONTES: Caatinga - Célia de Assis e Inês Cordeiro, editora FTD; Geografia - Fernando Portela e Joaquim Andrade,  editora Atlas; Wikipedia, UOL Educação e Super Interessante.

11/09/14

CURIOSIDADES SOBRE A ÁSIA



Com uma superfície de 43.810.582 Km2, a Ásia é o maior continente do mundo. É mais de 1 milhão de Km2 maior que a América, o segundo maior continente.

A Ásia é dividida em 5 zonas: Comunidade de Estados Independentes (CEI), Extremo Oriente (China, Japão e Coreias), Sudeste Asiático (Tailândia, Malásia, Indonésia etc), Sul da Ásia (Paquistão, Índia, Bangladesh) e Oriente Médio (Iraque, Kwait, Síria e outros).

A Ásia é o continente mais populoso da Terra, com uma população que somava em 2013 cerca de 3,9 bilhões de pessoas, o que equivale a mais da metade da população do planeta.

Dos 10 países mais populosos do mundo, seis são asiáticos: China, Índia, Indonésia, Paquistão, Bangladesh e Japão. Os mais populoso é a China, que em 2013 possuia 1.336.310.750 habitantes.

A previsão é de que, em 2050, a Índia seja o país mais populoso da Terra, com cerca de de 1,6 bilhão de pessoas.

Das 10 cidades mais populosas do planeta, 7 estão na Ásia. São elas: Xangai (China), Karachi (Paquistão), Istambul (Turquia), Mumbai (Índia), Pequim (China), Guangzhou (China) e Nova Dheli (Índia).

A maior região metropolitana do mundo é a de Tóquio, no Japão, que em 2013 totalizava 37 milhões de habitantes. A segunda maior é a de Seul, Coreia do Sul, com 25 milhões de pessoas.

Das três maiores economias do mundo, duas são asiáticas. Japão é a terceira maior economia. A segunda maior é a China, mas analistas prevêem que ela passará os Estados Unidos antes de 2025.

A China possui o mais rigoroso controle de natalidade do mundo. Cada casal só pode ter um filho. Como os casais dão preferência para filhos homens, o número de bebês do sexo masculino é maior do que os do femininos. Para cada 100 meninas, nascem 119 meninos no território chinês. Estimativas revelam que no ano de 2020 pelo menos 30 milhões de homens chineses permenecerão solteiros.

Todo mundo sabe que a China é o país mais populoso do mundo. O que poucos sabem é que o número de sobrenomes han (principal etnia da China) é muito pequeno. Enquanto no Japão existem mais de 200 mil sobrenomes, na China eles não passam de cem. Os sobrenomes mais comuns são Wang, Li e Zhang, que são usados por 22,4% da população, ou seja, 291 milhões de pessoas.

A cada feriado do Ano-novo Chinês, mais de 300 milhões de pessoas viajam pela China, para visitar os parentes, formando o maior movimento migratório do planeta. Como não conseguem ir ao banheiro nos trens superlotados, muitos viajantes usam fraldas para adultos.

O território chinês abrange 4 fusos horários, mas o governo não quer nem saber, e todo o país adota o horário de Pequim. O que faz o sol nascer às 4 da manhã no leste do país, e no oeste, às 9 da manhã.

A Península da Coreia foi anexada pelo Japão em 1905. Com a derrota das forças japonesas na Segunda Guerra Mundial, a Coreia foi dividida em praticamente dois países: Coreia do Sul (capitalista) e Coreia do Norte (comunista).

O maior estádio do Mundo, chamado de Rungrado May Day, com capacidade para até 150.000 pessoas, fica na Coreia do Norte.

É proibido mascar chiclete em público em Cingapura. Jogar o chiclete no chão, então, nem pensar!!  Além disso, pichar muros e fachadas pode resultar em três anos de prisão. Se a tinta for difícil de ser removida, o pichador pode ainda levar oito chibatadas.

O japonês é o povo mais longevo do mundo. A expectativa de vida da população chega aos 82 anos (79 para homens e 84 para mulheres). Okinawa, no extremo sul do país, é a região com maior número de centenários do Japão e, talvez, do mundo.

O Japão foi o único país do mundo a ser atacado com bombas atômicas. Foram duas explosões, em Hiroshima e Nagasaki no ano de 1945. A explosão de Hiroshima matou entre 60.000 a 80.000 pessoas. A de Nagasaki fez entre 90.000 e 140.000 vítimas. Por incrível que possa parecer, a radição das bombas atômicas não prejudica a vida nas atuais Hiroshima e Nagasaki.

Considerados países europeus, Rússia e Turquia possuem a maior parte de seus territórios na Ásia. Istambul, a principal cidade turca, é a única cidade do mundo que ocupa dois continentes.

A Rússia é o maior país do mundo, ocupando 1/9 da área terrestre. Sua área é de 17.075.400 Km2, o dobro da brasileira. Ela domina metade da Europa e 1/3 do continente asiático.

A Ásia é separada da Europa pelos Montes Urais, uma cadeia de montanhas localizada na Rússia.

O país com maior número de rios do mundo é Rússia. São, no total, 120 rios, a maior parte na porção asiática.

A maior floresta do mundo não é a Amazônia, mas a taiga russa. Formada por coníferas (pinheiros), a taiga ocupa boa parte do território da Rússia (43%), Escandinávia, Alasca e Canadá.

Todas as 10 maiores montanhas do mundo estão localizadas da Ásia, na Cordilheira do Himalaia. As duas maiores montanhas são o Monte Everest, com 8.848 metros de altitude; e o K2, com 8.611 metros. Estão todas localizadas na fronteira entre Nepal, Paquistão e China.

O maior e mais elevado planalto do mundo é o Planalto do Tibete, entre China, Índia, Nepal e Myanmmar. Ele possui altitude média de 4.000 metros e ocupa cerca de 2.500 Km2 de área.

Coréia do Sul e Japão foram os únicos países a sediarem juntos uma Copa do Mundo de futebol. A Copa ocorreu em 2002 e o campeão foi o Brasil.

O menor país da Ásia é a Ilhas Maldivas, situada próximo a Índia e ao Sri Lanka, com apenas 298 km².